Análises da Ruptura em Trecho da BR-060 no Município de Alexânia, Goiás, e Condições Após Seis Anos da Recuperação…

Rideci Farias, D. Sc.
UCB / Reforsolo Engenharia / UniCEUB / IesPlan, Brasília, Brasil, rideci.reforsolo@gmail.com

Tiago Matias Lino, B. Sc.
Instituto de Ensino Superior Planalto (IesPlan), Brasília, Brasil, tiagoltmatias@gmail.com

Haroldo Paranhos, M. Sc.
UCB / Reforsolo Engenharia / UniCEUB / IesPlan, Brasília, Brasil, reforsolo@gmail.com

Itamar de Souza Bezerra, M. Sc.
Maccaferri, Goiânia, Brasil, itamar@maccaferri.com.br

Ranieri Araújo Farias Dias, Estudante de Engenharia.
Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, Brasil, ranierileislie@yahoo.com.br

Alexsandra Maiberg Hausser, Estudante de Engenharia.
UniCEUB, Brasília, Brasil, alexsandramaiberg@hotmail.com

O Rompimento da BR-060/GO ocorreu na divisa entre o Distrito Federal e o estado de Goiás, próximo à cidade de Alexânia/GO, km 24, dia 28 de dezembro de 2010. Em média, na
rodovia passa cerca de 60 mil veículos por dia. A região é caracterizada por terreno acidentado com morros, vales e baixadas, fatores estes que contribuíram para o ocorrido. Também é cercada por diversos cursos d’agua. O deslizamento de terra resultou em uma cratera com cerca de 60 metros de comprimento e 12 metros de profundidade, interditando completamente a via e o tráfego de veículos. As obras de recuperação objetivaram a execução dos dispositivos de drenagem superficial e subterrânea, serviços de contenção em gabião, pavimentação e recuperação ambiental. Assim sendo, este Artigo objetiva apresentar análises das possíveis causas, mas também as soluções adotadas para recuperação do trecho avariado.



 Clique aqui e efetue o download do artigo em formato PDF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *