Rompimento da barragem Brumadinho II: estudo de caso desenvolvido na barragem que se rompeu…

Caro Profissional de Engenharia e Geotecnia,

Na última semana compartilhamos com os profissionais da área um artigo, realizado na barragem de Germano, da Samarco Mineração, a respeito do fenômeno da liquefação dos rejeitos, fenômeno este responsável em grande parte pela sobrecarga adicional gerada para as barragens de rejeitos de mineração e por consequência, responsável também, em grande parte, pelas últimas tragédias ocorridas em Mariana e mais recentemente em Brumadinho.

Nesta semana compartilhamos com vocês uma dissertação de mestrado, elaborada pelo Engenheiro Washington Pirete da Silva, engenheiro da Vale S.A, na qual é abordado mais uma vez o fenômeno da liquefação e mostra como estudo de caso, os efeitos do fenômeno na Barragem I em Brumadinho, barragem esta que se rompeu no último dia 25 de janeiro. O estudo é datado de 2010, mas já traz com detalhes todos os alteamentos realizados desde 1976, os estudos necessários, modificações de projeto e em especial os ensaios e sondagens realizadas para caracterização do subsolo, tanto do maciço da barragem propriamente dita quanto do rejeito, até então sólido e responsável pela fundação dos alteamentos realizados.

Boa leitura…

Eng. Dário Furtado
Engenheiro Civil 
Analista de Sistemas 
M.Sc. Engenharia COPPE/UFRJ

Link para acesso ao pdf do trabalho completo no final da página.



 clique aqui para efetuar o download do trabalho completo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *